domingo, 8 de fevereiro de 2009

Ininteligivelmente fa-ladrando

Poças Interiores

Cansei as palavras descalças
De lançar sentenças ao mundo.
Porquê tudo tão profundo?
Porquê, em desalmadas palavras falsas,
Tornar concreto o cerne, o pico,
A essência perfeita do néctar da alma, porquê?

Porque não o simples sentir, porque explico?
Não chega o amor, não vale, o beijo não me acalma
Ai, sempre o porquê, mais um...

Depois, outra vez, descanso e fico
Na doce nuvem, não interessa se existir
Mais um, menos um porquê, estão no seu direito.
Tão bom, quando estou bem porque imperfeito,
Errante, é sempre hora de parir, enfim, ignorante.

Já vês que, se falo a verdade, não me entendem?
E se não sabem, minto, é justo.
Chego a duvidar, coração, quase te prendem.
Ai, coitados, sabem lá...
Não, a sério, não te cales; se é a custo,
Mais cá, mais lá, nunca vão conhecer o nosso segredo,
Não é? Sim, por agora, vai valendo.

Já vês? Falamos a verdade, e os mentirosos não nos entendem...


Até logo

4 comentários:

Maria disse...

Foste tu quem escreveu?
Nao é facil comentar poesia, cada pessoa tem a sua estetica e corpo.
Mas acho de muito valor haver pessoas jovens a escrever, afinal, a nossa lingua é de poetas!

beijinho :)

Sandra disse...

Temos poeta :o ..
Concordo com a Maria, é dificil comentar poesia..
Mas tá lindo, mesmo Miguel! Parabéns :D

beijinhos

Lu disse...

Ou se calhar os mentirosos mentem tão bem que quem diz a verdade é que não percebe que estes perceberam. x)

Beso*

Marta disse...

"Pensar dói". É a conclusão a que chego; daí o "simples sentir" ser sempre melhor, seja em que situação for. Somos nós que complicamos. Que tornamos tudo tão complexo. Tentamos arranjar uma explicação lógica para tudo, porque dessa forma achamos que atingimos alguma coisa, algum patamar geralmente inalcançável. Na maior parte das vezes isso é inútil..
Deixa andar. Deixa fluir.

» Lindo poema! Amei! (LOL hahaha :P)

Beijo